Viúva de Chico Anysio entrega relação do humorista com o filho excluído do testamento



– Advertisement –

Malga Di Paula é víuva de Chico Anysio Foto: Reprodução
Desde que foi anunciado que a divisão de bens, conforme o testamento do humorista Chico Anysio, foi cancelada, uma grande relevância no caso foi tomada. É que o seu filho Lug, por escolha do famoso, que faleceu no início da década passada, ficou de fora.
+ Viúva de Chico Anysio se declara pós morte do humorista: “Tamanha a falta que você faz”
– Advertisement –

Muito se falou em uma relação conturbada de Chico Anysio com o filho Lug. E, de acordo com a viúva do humorista Malga de Paula, isso é totalmente verdadeiro. Em conversa com o canal ‘Na Lata’, de Antonia Fontenelle, a moça comentou sobre o assunto:
“A relação deles era muito complicada. Eu fiquei casada com o Chico durante 14 anos, e nesse momento tiveram umas cinco, seis, sete vezes que o Lug desaparecia. Ele implicava com alguma coisa que o pai ou os irmãos tivessem feito e desaparecia, não falava com ninguém”, disse.
– Advertisement –

+Viúva de Chico Anysio relembra triste morte do marido – Veja o vídeo!
Lug se quer foi ao velírio: “Os irmãos ficaram muito chateados com isso. Chamavam ele porque o pai estava morrendo. Ele não veio e dizia ‘que o pai já tinha morrido há muito tempo’. Quando o pai morreu, ele não veio, na cremação do pai, ele não veio, na missa de sétimo dia, ele não apareceu. Na missa de um mês, ele ficou furioso com a minha secretária, que deixou um recado para ele”.
Mesmo com isso, Chico acreditava que ele era um dos filhos com mais talento para a arte que tinha: “Apesar desse relacionamento complicado, ele amava o Lug. “Ele achava que o Lug era o filho mais talentoso que ele tinha”.
+ Advogado de Chico Anysio revela real valor de sua fortuna
De acordo com a viúva do humorista, Chico Anysio o retirou do testamento por um momento de impulsão: “Ele estava bravo com o Lug por alguma razão e chamou o testamenteiro incompetente e mandou tirar o filho do testamento. Três meses depois de fazer esse testamento, o Chico foi para o CTI e veio a falecer. Tenho certeza que se o Chico tivesse vivido mais um ano, ele teria mudado”.