MC Livinho admite que, no início da carreira, fumava até 18 baseados po…



– Advertisement –

Mc Livinho (Foto: Divulgação)
MC Livinho revelou que fumava até 18 cigarros de maconha por dia no início de sua carreira.
+Sertaneja Maiara revela preocupação com Maraisa após separação devido quarentena
– Advertisement –

Na última quinta-feira (19), o cantor falou mais um pouco sobre o caso em uma entrevista à rádio Jovem Pan, o cantor admitiu sobre abusos durante sua carreira musical, e como resolveu focar mais no seu lado profissional para prosperar:
+Glória Pires se despede do elenco infanto juvenil da novela “Éramos Seis”
– Advertisement –

“Fumava muito baseado, tinha minhas doideiras. Mas em determinado momento da minha vida eu falei ‘eu preciso focar na minha carreira`. Fumava até 18 baseados por dia. E se eu continuasse assim, a fama ia passar, as minhas músicas não iam tocar mais. Aí decidi focar. Fui me aprimorar, fazer aula de canto, estudar mais música, aprender teclado, piano. Eu pensei em como as pessoas poderiam me respeitar como artista, não como um maloqueiro, favelado que deu certo na vida e passou, perdeu tudo“, disse Livinho a princípio.
+Ísis Valverde lamenta mais uma perda na família: “que tenhamos fé e força pra seguir”
MC Livinho tocava violino
Além disso, o funkeiro também falou que surpreendentemente tocava violino desde criança, mas que teve cuidado ao adicionar seus conhecimentos musicais no mundo do funk para não causar um certo estranhamento no público.
+Dupla sertaneja Chitãozinho e Xororó faz apelo nacional que promete mobilizar o Brasil
“Tento trazer para o funk algumas coisas melódicas. Estou tentando empregar no funk, mas tem que ser de pouco em pouco. Se eu chegar com a informação que eu já tinha de música quando eu estourei, em 2014, as pessoas poderiam não entender bem. Tanto que passei preconceito. Pessoas falando para eu cantar pagode porque tinha voz de ‘viado.‘”, desabafou.
+Silvia Abravanel anuncia que ‘Bom Dia e Cia’ não terá edição ao vivo
Carreira como jogador de futebol
O Mc recentemente fechou contrato com o Oscasco Audaz, ele também falou sobre sua passagem rápida pela carreira do futebol: “Já estava tudo certo para jogar [no Osasco Audax]. Eu iria quando desse. Mas foi uma parada da noite para o dia que me pressionou muito. Vários sites falando que eu ia parar de cantar, que tinha abandonado a carreira de cantor. Mas o funk me tirou da lama, me deu tudo que eu tenho, ajudou minha família, sou muito grato ao funk e aos meus fãs, eu não poderia fazer isso“, disse por fim.