Lilia Cabral fala sobre responsabilidade em substituir ‘Amor de Mãe’



– Advertisement –

Lilia Cabral /Reprodução Instagram
Os fãs da atriz Lilia Cabral ganharam uma ótima notícia nestes últimos dias. É que um de seus sucessos, a novela ‘Fina Estampa’, em que interpretou a personagem Grizelda, voltará ao ar na TV Globo.
+ Lilia Cabral fala sobre volta de ‘Fina Estampa’
– Advertisement –

A medida foi tomada pela emissora por conta da quarentena em que os atores foram submetidos por conta do surto do novo coronavírus. Lilia Cabral, por sua vez, celebrou a volta da novela.
Em conversa com o jornal carioca Extra, ela falou sobre o assunto. Por ser a sua primeira protagonista, em anos de TV Globo, foi bastante especial: “Ela foi minha primeira protagonista, apesar de eu sempre ter feito boas personagens. Quando vi o que eu tinha nas mãos, abdiquei de tudo na minha vida para poder me dedicar totalmente à novela, porque sabia que, durante um bom tempo, eu seria chama de Pereirão. Foi através dela que eu pude me colocar diante de grandes papéis que vieram a seguir”, avalia a famosa.
– Advertisement –

+ ‘Meu pai me culpou’, diz Lilia Cabral sobre morte da mãe
Apesar de tudo isso, a atriz ressaltou a responsabilidade que tem em substituir um grande sucesso que é ‘Amor de Mãe’, a atual novela das nove: “É um desafio entrar para substituir ‘Amor de mãe’, que está na boca do povo. As pessoas são apaixonadas pelos personagens que estão seguindo até então. Espero que todos respeitem as recomendações, se cuidem, e que, enquanto isso, a gente possa, com muita humildade, representar as novelas que ficarão fora do ar”, afirma.
+ Lilia Cabral grava pela primeira vez ao lado da filha e se emociona: “Meu orgulho”
Lilia Cabral, também na entrevista, desejou que todo este problema do coronavírus se resolva: “Nessas horas, a gente só torce para que tudo dê certo. Para que “Amor de mãe” volte, que todo mundo curta o final, e para que as novelas que entrarão temporariamente no ar agradem ao público. É preciso ter um pensamento de equipe, temos que pensar em todos”.