Gloria Pires entrega ‘climão’ nos bastidores do final de ‘Éramos Seis’



– Advertisement –

Lola (Gloria Pires) – Foto: TV Globo
A atriz Gloria Pires, que já participou de incontáveis novelas, passou por uma situação nunca antes vista ao terminar as gravações de ‘Éramos Seis’. É que, geralmente, ao final das tramas, os atores se abraçam, como uma forma de reconhecer todo o trabalho desenvolvido ao longo de meses e ter a ‘sensação de um dever cumprido’.
+ Glória Pires faz despedida virtual de equipe de ‘Éramos Seis’
– Advertisement –

No entanto, no final da trama das seis da TV Globo, que foi consumado neste último final de semana, foi diferente. Gloria Pires, em conversa com a Revista Quem deu detalhes sobre o final de ‘Éramos Seis’.
É que, devido a pandemia de coronavírus, algumas recomendações foram feita para o elenco. Sabemos que o vírus é contagioso e, um simples abraço poderá infectar o colega, por conta disso, um ‘climão’ ficou no estúdio, pois ninguém se abraçou.
– Advertisement –

Glória Pires se despede do elenco infantojuvenil da novela “Éramos Seis”
A atriz de 56 anos, contou detalhes destes bastidores e revelou que sentiu uma pressão enorme, além da vontade de abraçar e beijar os colegas de elenco, como uma forma de agradecer todo este tempo juntos:
“Nicette Bruno e Irene Ravache, além de serem atrizes experientes e mulheres que sempre admirei, também interpretaram Lola nas outras versões da novela. Imaginem a emoção instalada no set, justamente no último dia de gravação, numa pressão enorme por conta do Covid-19. Uma vontade enorme de abraçar e beijar. Eu me senti uma privilegiada por todos esses contornos que tornaram esse encontro ainda mais especial”, disse ela.
Éramos Seis: O final feliz de Lola e Afonso; confira os bastidores
Também na entrevista, Gloria Pires parabenizou a autora pela forma com que conduziu a sua personagem: “A Angela Chaves conduziu essa trama tão conhecida com muita inteligência, relendo passagens que ressignificaram a trajetória de Lola. Não deixou de levá-la pelos caminhos tortuosos, mas com a possibilidade de um novo olhar. Acho que o público vai amar! Eu adorei e me emocionei muito”, disse.