Com muita ousadia e beijo na boca, Mc Rebecca recebe artista internacional no palco


Mc Rebecca – Reprodução: Instagram
Com muita ousadia e pronta para dar uma ‘coça’ no artista internacional Diplo, do grupo Major Lazer, Mc Rebecca o recebeu no palco no seu último show no dia de ontem (26), quarta-feira de cinzas, no Rio de Janeiro.

+ Viviane Araújo posa com MC Rebecca durante ensaio de rua do Salgueiro
Confira fotos do momento do beijo e os artistas juntos:

.@MCRebeccaOfc deu uma verdadeira #Coça no @Diplo! O produtor foi assistir ao show da funkeira ontem, diretamente do palco, e pelo jeito curtiu bastante o tratamento VIP. “Adorei ver eles curtindo meu show!”, comemorou Rebecca. Nós adoramos também! kkkk (📷: Felipe Braga) pic.twitter.com/ii2a04o0yg
— Hugo Gloss (@HugoGloss) February 27, 2020

Pelo tweet do famoso blogueiro Hugo Gloss, é possível ver os artistas se beijando e depois a Mc Rebecca fazendo uma dança para lá de sensual no norte-americano Diplo. Via Instagram, a cantora também compartilhou uma foto com todos do Major Lazer, agradecendo a presença no seu show.
Confira!

Recentemente, Mc Rebecca foi assunto aqui no Área Vip após abrir o jogo sobre a carreira. Na ocasião,em conversa com a Revista Quem, abriu o jogo sobre a carreira e vida pessoal. Mc Rebecca, que atulamente tem 21 anos de idade, falou sobre a sua filha: “Minha filha está com dois anos, vai fazer três. Consegui trazer ela e minha mãe para morarem comigo, graças a Deus. Estou acompanhando todos os dias ela indo para a escola e voltando, quando chego em casa sempre vejo ela. É minha maior alegria”, disse ela.
Sobre a carreira, ela revelou que se inspirou nas MCs que vieram antes dela: “Me inspirei nelas e apenas dei continuidade no que já existia. Estar trazendo funk para uma nova geração de proibidão para mim é uma honra. Quero dar inspiração para outras meninas serem MCs e seguirem na carreira de cantora”, contou a cantora.
+ MC Rebecca quebra o silêncio ao falar sobre gravidez e revela dificuldades
Ela também falou sobre o preconceito que sofre por ser uma cantora mulher e negra: “Acho que preconceito sempre existiu, ainda mais pelo fato de eu ser mulher negra, e nova também. Por que as mulheres não podem falar de prazer e homem pode e ninguém se choca? Acho que essa nova geração está aí pra isso”., declarou.